Área do Cliente


Saiba mais sobre a contratação dos nossos serviços.

Se você tem ou quer ter uma empresa, contratar um bom contador é um dos passos mais importantes. Para ajudar nessa tarefa, nós dividimos todo o processo em quatro passos bem simples para ajudar a escolher o contator certo. Contratar um contador é imprescindível para as empresas dos mais diversos ramos, principalmente as empresas brasileiras. No Brasil as empresas são obrigadas por lei a ter um contador. E não é só por obrigatoriedade que se deve ter um contador, um profissional competente vai facilitar (e muito!) a vida da empresa. Ele é o responsável por manusear e interpretar os documentos da empresa, elaborar relatórios que auxiliarão o empresário a administrar e tomar melhores decisões e irá prestar assessoria. Tudo isso para evitar futuras dores de cabeça. Por outro lado, um contador de competência duvidosa pode não só causar dores de cabeça, mas também sérios problemas legais. Contadores não confiáveis podem deixar de pagar impostos, pagar a mais (o que é terrível), errar o código da empresa, errar a folha de pagamento, fazer pagamentos atrasados e ainda cobrar serviços que não foram combinados. Já deu para perceber que um contador ruim é algo que queremos evitar com todas as forças. Para ajudar na hora de contratar A CONTABILIDADE MANTIQUEIRA, classificamos o processo de contratação em quatro passos simples:

Passo 1: Defina se será um contador interno ou terceirizado.

Na hora de contratar um contador a empresa tem duas opções: um contador interno ou um terceirizado. O contador interno é um funcionário da própria empresa, responsável por toda sua parte contábil. Já o terceirizado é um profissional ou empresa que prestarão serviços contábeis mensalmente à empresa.

O contador interno é mais indicado para empresas grandes, com faturamento anual acima de 50 milhões, devido ao maior fluxo de trabalho. O contador terceirizado é recomendado para empresas menores, que geralmente não possuem tanto trabalho contábil assim para justificar alocar uma ou duas pessoas o dia inteiro por conta disso.

A princípio, um contador interno possui uma melhor visão do negócio e da estratégia da empresa, enquanto a maioria dos terceirizados se focaria apenas na parte mais burocrática do serviço contábil. Porém, existem alguns escritórios de contabilidade que se especializam em atender determinadas áreas e que conseguem ter uma visão estratégica do negócio tão boa quanto a do contador interno.

Passo 2: Pesquise sobre A CONTABILIDADE MANTIQUEIRA

Como já falamos, a contratação de um contador de incompetente pode trazer bem mais problemas do que ajudar. Por isso este passo é muito importante para filtrar os bons contadores dos ruins. Uma boa pesquisa começar através da visita aos sites de empresas contabilidade, para saber mais sobre eles e suas especialidades. Algumas perguntas devem ser feitas durante este passo para orientar a pesquisa:

A CONTABILIDADE MANTIQUEIRA irá esclarecer as minhas dúvidas?
A CONTABILIDADE MANTIQUEIRA tem experiência na área da minha empresa?
A CONTABILIDADE MANTIQUEIRA presta os serviços que necessito?
A CONTABILIDADE MANTIQUEIRA é licenciada?

Passo 3: Defina os serviços a serem prestados.

O empresário deve ter plena noção do tipo de serviço que a empresa necessita, o que ela consegue fazer por conta própria e o que ela precisa de ajuda externa. Os principais tipos de serviços contábeis são: ajuda para abrir empresa; folha de pagamento; auditoria e/ou consultoria; serviços fiscais/tributários e contabilidade.

É importante ressaltar que se o empresário tem alguma dúvida a respeito dos serviços que necessita, não é aconselhável decidir por conta própria. O ideal é conversar com o contador ou escritório selecionados na etapa anterior para tirar quaisquer dúvidas que existam.

Passo 4: Feche o contrato com A CONTABILIDADE MANTIQUEIRA.

Para iniciar a prestação de serviços entre o escritório de contabilidade e o cliente é necessário firmar contrato. Ele deve abranger as obrigações entre as partes, o que cabe ao contador e à empresa. Outro ponto que deve ser abordado pelo contrato são os valores a serem pagos referentes à quebra de contrato e aos serviços prestados.

Segundo dados doa setores de economia, internamente custa em média oito vezes mais para uma empresa pequena que um serviço terceirizado. Por último, o contrato também deverá abranger as formas de pagamento pelo serviço.

A contratação de um contador para a empresa não é algo complicado, porém deve ser feita com cuidado para gerar o maior retorno possível para a empresa e evitar os problemas que uma contabilidade mal feita pode gerar.